Informações de Ilhabela      Reserve pelo melhor preço

Ilhabela 
Entre os dois maiores centros urbanos do país - Rio de Janeiro e São Paulo está localizada Ilhabela tem 85% de sua área é protegida por um parque ecológico tombado e possui hoje um dos mais bem preservados bolsões de Mata Atlântica de São Paulo. Com acesso por balsa, travessia de 15 minutos, desembarque em um cenário praticamente intocado de natureza exuberante. Comunidades de pescadores isoladas como a do Bonete e Castelhanos misturadas a histórias de piratas e naufrágios fazem a magia de Ilhabela. Mais de 43 praias, 300 cachoeiras e montanhas com altitudes que variam de 600 a 1300 metros são condições perfeitas para aproveitar a natureza, mergulhar, se aventurar na floresta ou navegar por seu mar. Observar atentamente a natureza numa ilha oceânica é entender um pouco a evolução da vida sobre a Terra. Praias exuberantes. Cristas e picos, de montanhas com mais de 1300 metros de altitude cobertos de floresta. Milhares de córregos e riachos que se lançam pelas encostas em mais de 250 cachoeiras de todos os tamanhos. Rios que serpenteiam a planície litorânea formando manguezais em busca do mar. Ilhas, grandes e pequenas, ilhotas e lajes que abrigam uma rica e diversificada flora e fauna. Todos esses cenários podem ser desfrutados no Parque de Ilhabela. Os 27,025 hectares do Parque englobam 85% do município de Ilhabela, a Ilha de São Sebastião, sede do município, as ilhas dos Búzios, da Vitória, entre outras formações que compõem o arquipélago e que integram a rede de Unidades de Conservação. A Ilha de São Sebastião, a maior do arquipélago, apresenta um relevo bastante acentuado, com destaque para os picos do Baepi, com 1025 m, o do Papagaio, com 1.307 m e o de São Sebastião, com 1.379 m. Essas grandes formações formam uma barreira para os ventos carregados de umidade que vêm do mar. Por essa razão, o clima da região é o tropical úmido, com grande ocorrência de chuvas. A Mata Atlântica e seus ecossistemas associados, como a restinga e o mangue, abrigam centenas de mamíferos como o macaco-prego, o caxinguelê e a cada vez mais rara jaguatirica. Tucanos, maritacas, tiê-sangues, macucos, gaviões-pega-macaco, apuim-clas-costas-amarelas, jacu e jacutinga, entre outros pássaros, compõem a avifauna do parque. Algumas espécies são endêmicas (só existem nesse ecossistema), como o cururuá, um rato peludo que vive na restinga arbórea de Ilhabela. 0 arquipélago serve também de refúgio para espécies de aves migratórias que lá encontram pousada e alimento, durante o intervalo das grandes jornadas que realizam todos os anos. Antigos caminhos usados pelos caiçaras levam a todos os cantos da ilha. Na área do Parque está implantada a Trilha da Água Branca, com 2.145 metros de extensão. A Estrada dos Castelhanos é a referência dessa trilha de dificuldade média. Como atrativos, o visitante observa a riqueza da vegetação da Mata Atlântica como a figueira, pau-jacaré, guapuruvu, manacá-cia-serra e quaresmeira. Um pouco de sorte e inúmeras espécies de pássaros, como o tangará, o trinca-ferro, a araponga e o pica-pau podem ser observados, como também o caxinguelê, uma espécie de esquilo que se alimenta de sementes. Mas as cachoeiras e as piscinas naturais de águas cristalinas são o grande espetáculo e um convite irresistível ao visitante. 0 Poço da Pedra é a primeira delas, que fica a pouco mais de 100 metros do início da trilha. A 500 metros fica a Cachoeira da Escada, e, na sequência, a ducha e o tobogã.